Seguidores

domingo, 19 de setembro de 2010

MADRID

MADRID




Este é um destino a uma hora de voo de Lisboa , mas que muitas pessoas não conhecem.
Também tem o seu encanto, embora eu considere que antes há que conhecer outras cidades Espanholas (tais como Barcelona, por exemplo).
Tem a vantagem de ser mais barato que aquela cidade catalã.
O ideal para um fim de semana prolongado e agora nesta época já livre daquelas temperaturas altíssimas de Verão .(o calor era tanto que nesta foto podem ver o jardineiro a dar uma mangueirada para refrescar a cabeça)

Uma cidade com bons e eficientes transportes públicos e mais baratos que em Lisboa.
E, tal como referi, um fim de semana maior dá para visitarem estes locais.
Se não passa sem visitar um museu, dê um saltinho ao Rainha Sofia ( a menos que queira passar meio dia do seu pouco tempo no irresistível Museu do Prado).
Então.......desejos de bom fim de semana em Madrid.

segunda-feira, 16 de agosto de 2010

ILHA DE SÃO MIGUEL- AÇORES

Esta é, para mim, a mais bonita das Ilhas Açoreanas.
E se uma imagem vale mais que mil palavras, aqui vos deixo algumas fotos captadas um destes dias.
O melhor das viagens são as sensações que vivemos e que guardamos só para nós.
As paisagens, os cheiros , os sabores das comidas, a hospitalidade de quem nos recebe...tudo isso é difícil de esquecer. Elas fazem parte do nosso álbum de recordações.
Para os outros... um pouco do que os nossos olhos viram.



quarta-feira, 23 de junho de 2010

NAXOS

Fica no mar Egeu e é a maior das Cíclades. Tem cerca de 450 Km2.

No pino do Verão é completamente impossível andar descansadamente por aquelas bandas ,principalmente assim que a tarde acaba até de madrugada.

Tem boas praias, de areia branca e fina(algumas ilhas têm muitas pedrinhas na praia, o que poderá ser bonito nas fotos mas doloroso para os pés mesmo na entrada e saída da água).

E uma das coisas que se vê logo à chegada ao porto é o Portal de Apolo.

Ao longo da marginal, na zona dos restaurantes, cafés e afins, podemos ver o polvo fresco pendurado a secar.

Vale a pena partir à descoberta de pontos de interesse no interior da ilha.Visitar pequenas aldeias perdidas entre pequenos montes ou encravadas em alguns vales. Ver como vivem as pessoas e quais os seus hábitos, porque não são só as cidades e zonas mais turísticas que merecem a nossa visita.

Por aqui também abunda o azul nas portas e janelas das casas. Um belo contraste com o casario tão branco! Há flores em todo o lado. Elas fazem parte do cartão de visita de qualquer ilha deste belo país.
(foto tirada do Portal de Apolo sobre a cidade)

Outra vista sobre a cidade

Numa pequena aldeia do interior da ilha.
Aqui, onde as ruas são bem estreitas, não existem automóveis. As motas e as motoretas são o meio de transporte de pessoas e bens.
Quando alguém morre. as exéquias são anunciadas em cartazes e colocados nas árvores e muros .Muitas vezes estes cartazes têm a foto do defunto.
As praias têm vastos areais e a areia é branca e fina ( o que não acontece em muitas ilhas pois em vez de areia há pedras e pedrinhas.
O terço Grego ou combóloi .Além de servir para rezar,também o usam para aliviar o stress. Há modelos diferentes para homens e mulheres.
Por aqui, os contadores da luz ainda são de modelo bem antigo

E que dizer dos contadores da água?
Para finalizar, esta é a "exposição" de rua da mercearia mais antiga de Naxos.Aquela cujo vídeo está na postagem a seguir.
Ela faz parte dos postais da ilha. O dono, um ancião, muito bem disposto, com uns 90 anos muito bem vividos, passa o dia sentado, á beira do passeio, junto ao bidon dos amendoins. Convida os turistas a comerem com ele. Mas à minha filha ofereceu-lhe uma rosa. Os vizinhos do outro lado da rua bateram palmas. O velhote riu-se. Parece que é costume ser assim.
Em novo devia ser jeitoso!



NAXOS-COMÉRCIO TRADICIONAL

video

domingo, 14 de março de 2010

ALCOBERTAS- RIO MAIOR (1)

Depois de termos ido às salinas de Rio Maior, resolvemos partir à descoberta do que interessante houvesse para ver nas redondezas.
Mais uma vez foi utilizado o velho método de passar pelo turismo, recolher panfletos e ouvir a opinião de quem está atrás do balcão de informação.
Por isso o nosso destino seria uma pequena povoação a escassos quilómetros das salinas: Alcobertas.
A igreja matriz estava aberta e entramos.
Antes, porém, já sabíamos, que, no seu exterior e paredes meias com esta igreja, se encontrava um dólmem-( um monumento megalítico funerário do período neolítico ).
Ele é um dos dez maiores dolmens da Península Ibérica. Os outros dois estão no Alentejo.
No seu interior(dólmem) funciona uma pequena capela que merece ser visitada.
E, porque esta visita foi feita na primeira quinzena de Janeiro, era neste mesmo local que estava montado o presépio.



E para quem quiser saber algo mais:
http://riomaior-cidadeviva.com/roteiro/freguesias/alcobertas/igreja_matriz.html

À saída perguntamos a alguns locais como podíamos chegar "aos silos "

http://www.lifecooler.com/edicoes/lifecooler/desenvRegArtigo.asp?art=1401&rev=2

E"aos fornos":


O dia já estava quase no seu final, o frio já se fazia sentir, mesmo assim ainda deu para tirar algumas fotos.